SINCTA e APCTA apoiam profissionais da linha da frente durante a pandemia 

 

Vivemos tempos de excepção e a sociedade civil tem de se mobilizar e participar nos desafios que enfrentamos. Mais do que nunca, o sentido de ajuda e solidariedade dos Controladores de Tráfego Aéreo foi solicitado, e a resposta foi em conformidade com as necessidades prementes evidenciadas na área da Medicina, apoiando os profissionais da linha da frente que tanto empenho têm demonstrado em defesa da saúde dos Portugueses. 

Nesse sentido e enquadrado no projecto de Responsabilidade Social, o SINCTA e a APCTA ofereceram equipamentos médicos, considerados fundamentais e urgentes, a instituições referenciadas, concretamente à Unidade de Saúde de Vila Porto, ao Hospital da Horta e aos Centros Hospitalares de Lisboa Central e Norte.

A aquisição dos equipamentos foi coordenada com cada uma das instituições. À Unidade de Saúde de Vila do Porto foi oferecido um monitor de sinais vitais, ao Hospital da Horta termómetros de não contacto infravermelhos, ao Centro Hospitalar de Lisboa Central um ecógrafo ultraportátil e ao Centro Hospitalar de Lisboa Norte um monitor cardíaco multiparamétrico.  

Porque vivemos tempos difíceis… é hora de ajudar!