Compreender Ajuda a Sentir-se Melhor


 

O estado de espírito terá um papel preponderante no impacto que a crise da COVID-19 poderá causar a nível individual e colectivo. Ao tomarmos consciência que temos algum controlo sobre as nossas vidas em vez de nos sentirmos indefesos perante esta crise, estaremos em melhores condições para superar os desafios do momento.

“Como me sinto?”, “Como estou a lidar com situação?” e “O que posso fazer por mim e pelos outros?” são questões que promovem um estado anímico de resiliência e bem-estar. Ao controlar sentimentos e emoções prevenindo mudanças de humor repentinas teremos um efeito positivo sobre nós próprios e consequentemente sobre todos os que nos rodeiam.

Assim, é importante considerarmos as várias dimensões que estão na base do nosso bem-estar. Quanto mais tempo e energia investirmos em comportamentos associados a cada um desses factores, mais efectivo será o reforço do nosso bem-estar geral. Ao fazê-lo de uma forma diversificada e equilibrada poderemos obter melhores resultados.

A OMS define o bem-estar nas suas vertentes físico, mental e social estando estas dimensões estritamente interligadas. Estes três pilares do bem-estar geral (biológico, psicológico e social) convidam a refletir sobre temas como a qualidade do sono e do descanso, a frequência com que pratica exercício físico, a qualidade e variedade da alimentação, a atitude perante a vida, a capacidade de meditação, a gestão do stress e técnicas de coping, o suporte e rede social. O estilo de vida tem uma influência directa em cada um dos pilares. Sabe-se que a nutrição, a actividade física e o descanso promovem o bem-estar físico. Os nossos comportamentos, atitudes, gestão de stress e estratégias de coping têm um profundo impacto na saúde mental e, por sua vez, a rede social, família, amigos, colegas e comunidade constituem um importante recurso de promoção de saúde social. A interligação destes factores pode ser determinante. Facilmente compreendemos que o descanso (bem-estar físico), ou falta dele para sermos mais precisos, influencia o nosso bem-estar psicológico e social.