ACESSO

 

Para ser CTA é necessária uma formação específica ministrada em exclusivo pela empresa responsável pela Navegação Aérea em Portugal – NAV Portugal, EPE – que divulga publicamente a abertura de cada concurso (consulte aqui).

 

Todos os candidatos são alvo de uma pré-selecção antes de integrarem o curso de formação que dá acesso à licença de controlador. Os requisitos para a candidatura são os seguintes:

– Os três primeiros anos completos de uma Licenciatura ou o número equivalente de Unidades de Crédito do Sistema Europeu de Transferência de Créditos (180 ECTS);
– Idade máxima de 27 anos com referência ao final do ano em que se candidata;
– Domínio oral e escrito das línguas inglesas e portuguesa;
– Prova de acuidade visual.

Após a aceitação da candidatura, os candidatos são submetidos a entrevistas, assim como a testes psicotécnicos, médicos e linguísticos para avaliar características fundamentais para o exercício da profissão: raciocínio lógico, visão espacial, capacidade de organização e planeamento, capacidade de trabalhar sob stress e em equipa, entre outros. A selecção dos candidatos admitidos no Curso de Formação de Controlador Aéreo é feita com base nos resultados destes testes.

O curso é ministrado no Centro de Formação da Nav Portugal, EPE e tem a duração de cerca de 18 meses onde os instruendos passam a dominar conhecimentos nas áreas de meteorologia, navegação aérea, desempenho de aeronaves, comunicações-rádio, etc., assim como se familiarizam com a profissão através da formação em simuladores.

Aqueles que concluírem com sucesso esta formação de elevada exigência poderão ser colocados em qualquer uma das torres ou centros de controlo de tráfego aéreo que estão sob tutela da NAV Portugal EPE.